Cruzeiro 4x4 Ituiutaba

sábado, 12 de abril de 2008





Cruzeiro complica jogo fácil e fica no empate: 4 a 4 (12/04)
Leandro Mattos - Portal Uai


Retirado do site UAI


Paulo Filgueiras/Estado de Minas

Depois de abrir 4 a 1 no placar, Cruzeiro permitiu a reação do Ituiutaba e foi castigado



A tarde que começou com tons de goleada para o Cruzeiro, no Mineirão, acabou sendo frustrante para a torcida estrelada. Depois de marcar dois gols em 16 minutos e de chegar a escrever 4 a 1 no marcador, no segundo tempo, o time permitiu a reação do Ituiutaba e saiu de campo com um empate por 4 a 4.

Com a vantagem assegurada na primeira fase do Estadual, a Raposa volta a jogar em casa no próximo domingo e precisa de outro empate para garantir presença na decisão do Campeonato Mineiro 2008.

Antes, o time enfrenta a altitude e o Real Potosí, pela Libertadores da América, na quarta-feira, na Bolívia.

O jogo

O Cruzeiro entrou em campo modificado para os primeiros 90 minutos da semifinal contra o Ituiutaba. O técnico Adílson Batista escalou Henrique na zaga, Jonathan na lateral-direita e Marquinhos Paraná voltou ao meio-campo.

A primeira iniciativa da partida foi do ‘Boa’. Após rápida troca de passes, Cleiton Arrabal arriscou de fora da área. A bola passou à direita de Fábio. Logo depois, Pachola foi acionado por Barone e chutou por cima da meta celeste.

Atento, o Cruzeiro logo respondeu. Aos três minutos, Wagner avançou pela direita e foi derrubado por Kiko. Na cobrança de falta, Charles ajeitou para o chute forte de Guilherme, que pegou muito mal na bola. A segunda investida estrelada foi bem mais eficiente. Wagner escapou de novo e cruzou para a área. Henrique escorou para o arremate preciso de Ramires e o volante escreveu 1 a 0 no placar do Mineirão, aos sete minutos.

Empurrada pela torcida, a Raposa aumentou o ritmo. Aos 15 minutos, Guilherme recebeu um passe de Wagner e ajeitou para o boliviano Marcelo Moreno. O chute passou à direita de Daniel. Em cima, o time celeste não tardou a aumentar a conta. No lance seguinte, Jadílson deu um drible desconcertante em Olívio e cruzou pela esquerda. Amarildo tentou desviar e tocou para a própria rede. Gol contra, Cruzeiro 2 a 0, aos 16 da primeira etapa.

O segundo tento cruzeirense desanimou de vez o time do Pontal do Triângulo, que passou a esperar a Raposa em seu campo para tentar surpreender nos contragolpes. Satisfeita com a vantagem construída rapidamente, a equipe de Adílson Batista começou a trocar muitos passes no meio-campo, cadenciando a partida.

Aos 39 minutos, após uma cobrança de escanteio, a bola sobrou para Marquinhos Paraná, que arriscou uma bomba de longe, rente ao travessão de Daniel. Nos últimos cinco minutos, o Cruzeiro voltou a dar velocidade ao seu jogo, infernizando a defesa do Ituiutaba. Aos 42, depois de uma boa troca de passes, Charles invadiu a área e ficou de frente para as traves. O volante fez o mais difícil e perdeu um gol feito.

Segundo tempo

As duas equipes voltaram para a etapa complementar sem modificações. Nedo Xavier já tinha mexido no ‘Boa’ duas vezes no primeiro tempo, sacando Verona e Diego Mineiro para as entradas de Maurício e Felipe.

Mesmo em vantagem, a Raposa voltou no ataque, mas foi o Ituiutaba que chegou ao gol, logo na segunda volta do relógio. Jadílson bobeou numa saída de bola e Pachola aproveitou para tocar para as redes, quando Fábio deixava as traves. 2 a 1.

O Ituiutaba não teve tempo nem para comemorar o esboço de reação. Aos seis minutos, Welton Felipe chegou atrasado no lance e cometeu pênalti em Ramires. Marcelo Moreno precisou cobrar três vezes a penalidade para escrever 3 a 1 no placar do Mineirão. O goleiro Daniel defendeu as duas primeiras cobranças, mas se adiantou nos dois lances e as irregularidades foram assinaladas pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro.

Tranqüilo no marcador, o time azul e branco queria mais. Aos 12, numa bobeada da defesa adversária, Jadílson roubou uma bola esperta e tocou para Guilherme. O atacante encobriu Daniel e marcou um golaço, para delírio da torcida. 4 a 1


Paulo Filgueiras/Estado de Minas

Jogadores do 'Boa' comemoram reação


O ímpeto cruzeirense facilitava os contra-ataques do ‘Boa’. Aos 19 minutos, Barone avançou pela esquerda e cruzou na medida para Moreno, que só empurrou para as redes de Fábio. 4 a 2 no ‘Gigante da Pampulha’.

Com boa vantagem, Adílson Batista começou a poupar seus jogadores. O primeiro a deixar o gramado foi Guilherme, para a entrada de Apodí. Depois, Jonathan deu lugar a Elicarlos.

Quando o Cruzeiro já girava a bola, administrando o tempo, o Ituiutaba resolveu complicar a vida de Adílson Batista. Aos 34 minutos, Welton Felipe escapou pela esquerda, invadiu a área de Fábio e tocou com açúcar para Pachola diminuir com um chute forte. 4 a 3. Um minuto depois, com outra boa jogada e a contribuição da zaga estrelada, o time de Nedo Xavier igualou as ações no Mineirão. Pachola descobriu Rodrigo Hote - que substituiu Amarildo no decorrer do jogo - na área. Ele bateu forte, cruzado, Fábio ainda tentou o desvio, mas já era tarde: 4 a 4.

Insatisfeita, a torcida passou o resto do jogo na bronca, indignada com a reação do Ituiutaba. Com a vantagem de jogar por resultados iguais, a Raposa entra em campo no próximo domingo em busca de outro empate, para garantir uma vaga nas finais do Estadual. (LM)

FICHA TÉCNICA
ITUIUTABA 4 x 4 CRUZEIRO
Escalação
Daniel; Olívio, Amarildo (Rodrigo Hote), Welton Felipe e Baroni; Clayton Arrabal, Kiko, Verona (Maurício) e Diego Mineiro (Felipe); Pachola e Moreno Fábio; Jonathan (Elicarlos), Henrique, Espinoza e Jadilson (Thiago Martinelli); Marquinhos Paraná, Charles, Ramires e Wagner; Guilherme (Apodi) e Marcelo Moreno
Técnico
Nedo Xavier Adílson Batista
Gols
Pachola, 02 min do 2º T
Moreno, 19 min do 2º T
Pachola, 34 min do 2º T
Rodrigo Hote, 35 min do 2º T
Ramires, 07 min do 1º T
Amarildo (contra), 16 min do 1º T
M. Moreno, 10 min do 2º T
Guilherme, 12 min do 2º T

Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Público: 17.816
Renda: R$ 230.675,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Assistentes: Helbert Costa Andrade e Janette Mara Arcanjo
Motivo: Jogo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro