20/02/2010: Atlético MG 1x3 Cruzeiro

sábado, 25 de março de 2017





Atlético MG 1x3 Cruzeiro
Motivo:
sexta rodada do Campeonato Mineiro
Data: 20/02/2010 (sábado)
Árbitro: Renato Cardoso Conceição (MG)
Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Público: 41.591 pagantes
Renda: R$ 988.227, 50
Gols: Gil aos 22 min e Jairo Campos aos 30 min do primeiro tempo; Leonardo Silva aos 37 min e Roger aos 43 min do segundo tempo.
Atlético-MGCarini; Coelho, Werley, Jairo Campos e Leandro; Jonilson (Marques),Correa, Renan Oliveira (Obina) e Ricardinho (Júnior); Muriqui e Diego Tardelli.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Cruzeiro: Fábio; Jonathan, Gil, Leonardo Silva e Diego Renan (Pedro Ken); Elicarlos, Henrique, Marquinhos Paraná e Gilberto (Roger); Kleber e Thiago Ribeiro (Bernardo).
Técnico: Adilson Batista
Cartões amarelos: Kleber (Cruzeiro); Leandro, Jonilson, Coelho e Jairo Campos(Atlético-MG)




Yes, nós temos bananas.
Antes do jogo, uma homenagem justa ao Procópio, que pôs os pés na calçada da fama, grande jogador do Cruzeiro, Fluminense, Atlético, treinador de fibra e nome muito importante do futebol mineiro. Antes do jogo foi entrevistado pela Itatiaia, pelo João Vitor e pelo Emanuel Carneiro que lembrou do passado e até das confusões em que o técnico se meteu. O dono da Itatiaia lembrou que o técnico até subiu em alambrado pra peitar a torcida. Na mesma hora veio em minha mente uma situação na qual o treinador atleticano mandou banana pra torcida atleticana após ser vaiado pela mesma no Mineirão. E não é que no final da partida acontece uma distribuição de bananas, dessa vez pelo técnico Vanderlei Luxemburgo que não gostou de ser saudado pela torcida azul que agradeceu pelo desempenho do seu time no clássico.

Não ouvi o jogo, estava trabalhando, mas pela pouco que ouvi da transmissão radiofônica, com todo o discurso do técnico atleticano, de que iria partir pra cima do Cruzeiro, porque o Atlético é um clube grande e deve almejar sempre as vitórias, me veio à mente o clássico em 2002, onde o Cruzeiro dominou o jogo inteiro contra o Atlético, matou mesmo o time atleticano, mas perdeu a partida por 2x1. Depois disso, no ano seguinte, o Cruzeiro dominou completamente o cenário esportivo do futebol mineiro.