Cruzeiro x vila Nova 1997

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011




NAÇÃO RECORDISTA
Por ter feito melhor campanha que o Villa Nova na 1ª fase, o Cruzeiro jogou a final com a vantagem de dois resultados iguais. O gol de Marcelo Ramos sacudiu o Mineirão lotado e garantiu o bicampeonato estadual. Além do título e da primeira decisão entre um clube da capital e do interior na era Mineirão, a Nação Cruzeirense também entrou para a história do futebol mineiro com um público de 132.834 torcedores – o maior registrado em jogos de futebol no Estado. O público pagante foi de 74.857. Entraram 52.950 mulheres e crianças sem pagar ingressos na arquibancada, que já vinha acontecendo desde o jogo contra o Grêmio, pela Libertadores. O restante do público não pagante foi composto por autoridades, policiais, ex-combatentes, etc. Também foram registrados 2.775 ingressos de cativa mas, devido aos critérios da ADEMG, não foram contabilizados como público pagante. Mais de 20 mil cruzeirenses não conseguiram entrar no estádio.

CRUZEIRO 1 x 0 VILLA NOVA
22/06/1997 (Dom) - Campeonato Mineiro (Final/2ª) - Mineirão (Belo Horizonte, MG)
Público: 74.857 (R$ 664.087,50)
Árbitro: Marco Antônio Cunha
Auxiliares: José Eugênio e Marco Antônio Martins

Gol: Marcelo Ramos 10’
Cruzeiro: Dida, Vítor, Célio Lúcio, Gottardo, Nonato, Fabinho, Ricardinho, Cleison, Palhinha (Da Silva), Marcelo Ramos (Alex Mineiro), Elivelton (Donizete Amorim). T: Paulo Autuori
Villa Nova: Cláudio, Wilson, Eleomar, Cláudio Roberto, Vânder, Jean, Alemão, Joca (Adão), Guiba, Kao Baiano (Paulo César), Milton. T: Brandãozinho
CA: Ricardinho, Vítor, Gottardo (Cru); Jean, Vander (Vil)
Fonte: Almanaque do Cruzeiro de Henrique Ribeiro