14/05/2017: Cruzeiro 1x0 São Paulo

terça-feira, 16 de maio de 2017



Cruzeiro 1x0 São Paulo
Motivo: 1ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 14/05/2017 (domingo)
Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique-RJ (CBF)
Público: 6.528 pagantes
Renda: R$ 125.549,00
Gol: Ramón Abila, aos 2 min. do 2º tempo
Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero (Lennon), Dedé, Léo e Diogo Barbosa; Hudson, Henrique, Rafinha (Lucas Silva), De Arrascaeta e Alisson; Ramón Abila (Raniel)
Técnico: Mano Menezes
São Paulo: Renan Ribeiro; Thiago Mendes, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Éder Militão (Thomaz Santos), João Schmidt e Cueva (Luiz Araújo); Lucas Pratto e Marcinho (Gilberto)
Técnico: Rogério Ceni
Cartão amarelo: Rodrigo Caio (São Paulo)

Galeria de Fotos




O Jogo
Derrotado pelo rival Atlético na decisão do Estadual e eliminado da Copa Sul-Americana pelo Nacional-PAR, o Cruzeiro amenizou a pressão neste domingo. Na rodada de estreia do Campeonato Brasileiro, a equipe de Mano Menezes conseguiu a reação e superou o São Paulo, por 1 a 0, no Mineirão. O gol da vitória celeste sobre o Tricolor – que também vem de insucesso na competição internacional, além de quedas no Paulistão e na Copa do Brasil – foi anotado por Ramón Ábila. O centroavante argentino perdeu boas chances no primeiro tempo, mas garantiu o resultado positivo aos dois minutos da etapa final, após boa jogada de Alisson.

Com os primeiros três pontos na Série A, o Cruzeiro se vinga do São Paulo, responsável por tirar a invencibilidade celeste na temporada, vencendo por 2 a 1, no Mineirão, pela Copa do Brasil, há um mês. Apesar do revés na ocasião, a Raposa garantiu a classificação diante do time de Rogério Ceni. A partida deste domingo ainda marcou o retorno do capitão Fábio como titular à meta cruzeirense.

Na segunda rodada do Brasileirão, o Cruzeiro visita o Sport, no próximo domingo, às 19h, na Ilha do Retiro. Um dia depois, o São Paulo tem desafio contra o Avaí, às 20h, no Morumbi.
Chances desperdiças em etapa monótona

O primeiro tempo entre Cruzeiro e São Paulo começou morno. A equipe celeste explorou as jogadas pelas laterais, com Alisson e Rafinha, mas não levou perigo ao adversário. Arrascaeta apareceu bem na criação das jogadas e chegou a arriscar chute de longa distância, para a defesa de Renan Ribeiro. Já o Tricolor esperou as chances de contra-ataque e assustou Fábio aos 18 miutos. Após troca rápida de passes, Junior Tavares ficou com a bola na grande área, finalizou rasteiro, e o camisa 1 segurou firme.

A resposta do Cruzeiro ocorreu cinco minutos depois, em finalização de Ábila. Lucas Romero cruzou da ponta direita, o centroavante subiu entre a zaga são-paulina e cabeceou sobre o travessão. Aos 32 minutos, o argentino teve uma chance ainda mais clara de balançar a rede, mas desperdiçou cara a cara com o goleiro. O camisa 9 foi lançado na intermediária, ganhou na força de Rodrigo Caio, entrou livre na grande área e bateu forte, rasteiro, no canto esquerdo. A bola explodiu nas pernas de Renan Ribeiro e saiu a escanteio.

O ritmo do jogo esquentou um pouco. E o São Paulo conseguiu dar o bote no Cruzeiro em rápido contra-ataque de Marcinho. O atacante tentou a jogada com Lucas Pratto, que acabou interceptado, ficou com a sobra e cruzou com precisão para Cueva. o peruano, porém, concluiu mal e mandou na rede pelo lado de fora.  O time do Morumbi voltou a ameaçar aos 40 minutos. João Schmidt tomou a bola de Ábila no campo de defesa, lançou Cueva, que cruzou para Marcinho. O atacante subiu livre, cabeceou no meio gol, e Fábio defendeu bem.

‘Wanchope’ se redime e garante vitória celeste

As chances perdidas não abalaram a confiança de Ramón Ábila, que se redimiu logo aos 2min do segundo tempo. Diogo Barbosa cobrou lateral rapidamente e acionou Alisson. O meia-atacante fez boa jogada pela ponta esquerda e rolou para a grande área. O argentino aproveitou o passe rasteiro e bateu no canto direito, deslocando Renan Ribeiro: 1 a 0. Na comemoração, o ‘Wanchope’ colocou a bola na barriga, em alusão à chegada do terceiro filho. Logo em seguida, o Cruzeiro partiu em rápido contragolpe, e Arrascaeta ficou com a bola na entrada da área, mas chutou fraco, nas mãos do goleiro.
O São Paulo passou a pressionar o Cruzeiro e respondeu em arremates de Luiz Araújo – um para fora, e outro defendido por Fábio. Os paulistas mantiveram a maior posse de bola e trabalharam as jogadas na intermediária adversária. Para reforçar a marcação celeste, o técnico Mano Menezes sacou o meia Rafinha e colocou o volante Lucas Silva. A outra mexida foi na lateral direita: Lennon entrou na vaga de Romero, improvisado.

Com a vantagem no placar, o Cruzeiro se retraiu no campo de defesa e deixou de agredir o São Paulo. O time visitante dominou as ações, teve dificuldades para achar espaços e arriscou chutes de longa distância. Thomaz, Luiz Araújo, Lucas Pratto e Gilberto insistiram bastante pelo lado tricolor, mas sem êxito.  Aos 37 minutos, Ábila foi substituído por Raniel. Apesar da pressão, a Raposa seguiu fechada, administrou o resultado e estreou com sucesso no Brasileirão.

1 comment

Wilamy Machado disse...

Esse jogo ficou 1x0,que eu saiba, tá errado aí, parça.

16 de maio de 2017 11:14